Você está usando um navegador desatualizado. Mude para um navegador mais moderno, como Chrome, Firefox ou Microsoft Edge. (Abrir no Edge)

 problemas de saúde


Como resolver problemas de saúde no exterior


4 de Fevereiro de 2020
 
O atendimento médico ao se mudar para outro país a trabalho é uma das principais preocupações dos expatriados, principalmente o acesso a serviço de qualidade em seu país de destino. Como na maioria dos acontecimentos que mudam sua vida para sempre, o planejamento é fundamental.

Marque um check-up médico geral antes de deixar seu país de origem, para garantir que não haja nenhum problema que não é do seu conhecimento. Esse também é um bom momento para pensar nas vacinas e nos medicamentos que você vai levar. Seu médico pode aconselhá-lo nos dois casos.

As vacinações de viagem ajudam a proteger você de possíveis doenças no seu país de destino. As vacinas de que você precisa variam de acordo com o país para onde você vai se mudar.  É importante saber quais são as vacinas necessárias com antecedência; assim, os medicamentos terão tempo para produzir efeito.

Se você toma remédios regularmente, converse com seu médico sobre a disponibilidade desses medicamentos no país de destino. Se não for possível encontrar o remédio que você toma geralmente, considere trazer uma reserva ou pergunte ao médico se há um medicamento alternativo que pode funcionar para você.

Não se esqueça também da saúde dos seus dentes. Marque um check-up odontológico com seu dentista antes de deixar seu país de origem e faça os tratamentos necessários antes de viajar. Também vale a pena pesquisar dentistas no seu país de destino.

Pesquise o sistema de saúde do seu país de destino em detalhes antes de viajar, para entender melhor a qualidade do atendimento médico disponível e como ele se compara ao padrão ao qual você está acostumado. A falta de conhecimento do sistema de saúde local pode levar a preocupações pessoais e financeiras adicionais. 

É fundamental registrar-se com um médico ao chegar ao seu destino. Não espere até precisar de atendimento médico. Assim, se você ficar doente, saberá onde conseguir ajuda prontamente. Se o seu departamento de Recursos Humanos está ajudando você com a mudança, pode ser que tenham uma lista de médicos mais usados pelos expatriados, e como marcar uma consulta com eles. Sua embaixada também pode ter uma lista de médicos locais que provavelmente falam o seu idioma, ou uma língua com a qual você pode ser familiarizado. Outra boa ideia é conversar com outros expatriados ou seus novos colegas de trabalho sobre recomendações de médicos.

É muito importante também familiarizar-se com o hospital local e o pronto-socorro locais. Tenha um plano de emergência: saiba o número dos serviços de pronto-socorro e pesquise opções para chegar até lá caso uma ambulância ou outros serviços de emergência não estejam disponíveis no país.  Seu departamento de RH, embaixada e colegas de trabalho são uma ótima fonte de informações para ajudá-lo a encontrar um médico.


Prevenir é sempre melhor que remediar. O período de adaptação inicial ao se mudar para o exterior pode ser agitado e estressante. No entanto, é importante tentar minimizar o impacto desses fatores na sua saúde. Reserve um tempo para se exercitar, ou participe de alguma atividade física.

Lembre-se de comer bem. Com a mudança na rotina e o estresse ao tentar se adaptar ao novo país, é tentador transformar a comida em fonte de conforto, e abusar dos alimentos fáceis de preparar e ricos em carboidratos. Tente evitar a tentação: uma alimentação saudável e nutritiva que inclua frutas e legumes frescos adequados ajudará seu corpo a lidar com todas essas mudanças de maneira mais eficiente.  

Uma das melhores coisas de se morar e trabalhar no exterior são as delícias culinárias que esperam por você. Toda gastronomia tem muito a oferecer, mas cuidado. Se os padrões de higiene não são aqueles aos quais você está acostumado, você corre o risco de ficar doente. Siga as seguintes precauções para evitar isso:

  • Verifique se a comida é preparada na hora
  • Evite laticínios não pasteurizados
  • Descasque ou lave as frutas antes de comê-las
  • Evite carnes ou e frutos do mar crus ou malcozidos

Muitas vezes, a água de torneira no seu país de destino não é potável.  Assim, compre água engarrafada para beber e escovar os dentes. Ao sair para comer, evite adicionar gelo a bebidas e consumir alimentos que podem ter sido preparados ou lavados com água da torneira, como saladas ou vegetais crus.

Também tenha consciência do impacto que um clima diferente pode causar no seu organismo.  Mudar-se para um país significativamente mais quente ou frio que o seu pode ter consequências tanto para o seu bem-estar físico quanto mental. Tome medidas preventivas para se proteger contra as mudanças no tempo.

Além dos desafios para a sua saúde física, mudar-se para o exterior também traz na bagagem uma série de desafios à sua saúde mental. Saber mais sobre esses possíveis problemas pode ajudar você a se preparar para essas situações, e então reconhecê-las e lidar com elas quando aparecerem.  É importante lembrar que você não está sozinho: muitos desses desafios são enfrentados por muitas pessoas na comunidade de expatriados. Você podem tomar algumas ações para lidar com os principais problemas de saúde da vida de expatriado.

A sensação de isolamento é muito comum nessa comunidade, já que estar longe de sua rede de suporte de sempre podem resultar em dificuldades práticas e emocionais. Pode ser difícil conhecer novas pessoas e fazer amizades em seu novo país de residência. Caso você tenha se mudado sozinho, ou mesmo com sua família, é fundamental ter amigos para os momentos de lazer, para se sentir realmente adaptado e também ajudar a aliviar o choque cultural.

Não se esqueça de adquirir cobertura de seguro internacional de saúde para que você tenha acesso a atendimento médico quando precisar. Prepare-se para eventos inesperados e inclua repatriação médica em caso de emergência e um programa de assistência a expatriados, se você achar a adaptação difícil e precisar de apoio.