Mask



Fadiga da pandemia - o que é e como lidar com ela

09 de Junho de 2021

 

Fatiga da pandemia é o nome dado para a sensação de exaustão e esgotamento a que chegamos depois de um ano com a vida de pernas para o ar com a COVID-19. É um sentimento verdadeiro e causado pelos efeitos da pandemia em nossas vidas, incluindo a restrição de atividades, vida social limitada, estado de hipervigilância e excesso de interação virtual.

É de se esperar que estejamos todos cansados dos limites que foram aplicados às nossas vidas. Ninguém aguenta mais usar máscaras, desinfetar superfícies e objetos, manter a distância física, ficar longe dos amigos e da família, nem lidar com as novas regras do “novo normal” que mudam a todo instante. Não se sabe ao certo quando vamos voltar ao “normal” - nem se a vida pós-pandemia será realmente normal um dia. Apesar da esperança trazida pelas vacinas, todos esses meses de estresse e incerteza tiveram um grande efeito sobre a nossa saúde mental.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define a fadiga da pandemia como “uma falta de motivação para seguir os protocolos de saúde e que se desenvolve lentamente como uma reação natural e esperada a uma crise de saúde prolongada.”

Segundo a OMS, mais da metade da população mundial está sofrendo de fadiga de pandemia, o que pode levar a comportamentos de risco e um aumento acentuado do número de casos. Por exemplo, você pode começar a se preocupar menos em usar uma máscara em público, ou lavar as mãos corretamente. Ou ainda relaxar demais as regras de distanciamento social. 

Essa complicação pode se manifestar de várias maneiras, mas aqui estão alguns dos sintomas mais comuns:

  • Ficar estressado com tarefas do dia a dia que costumavam ser fáceis
  • Viver cansado, mesmo dormindo bem
  • Sentir-se sem esperança
  • Comer ou dormir mais ou menos que o normal
  • Ter dificuldade para se concentrar
  • Não gostar mais dos passatempos ou coisas que adorava antes
  • Sentir-se nervoso, irritado ou sem motivação
  • Discutir e se irritar mais os outros
  • Não conseguir controlar o fluxo acelerado de pensamento
  • Afastar-se de pessoas queridas
  • Consumir mais comida, drogas ou álcool


Os especialistas em saúde acreditam que o próximo desafio da pandemia será achatar a curva da saúde mental. Assim, é importante ficar de olho no nosso bem-estar. Se você estiver sentindo a fadiga da pandemia, aqui estão algumas dicas para ajudar a lidar com ela.

Seja gentil com você mesmo, já que você está tentando se adaptar a um desafio que muda a cada instante. Isso é difícil para todo mundo. Não se maltrate se tiver ganhado alguns quilos durante a quarentena, nem se não se exercitar tanto quanto fazia antes da pandemia. Lembre-se: mesmo que você não tenha descoberto um novo passatempo, aprendido um novo idioma ou ter começado uma vida fitness, tudo bem. Lidar com a pandemia já é uma bela conquista.
Atividades de atenção plena (ou “mindfulness”) podem ajudar a diminuir o nível de estresse e a melhorar seu humor; experimente praticar ioga, sessões de respiração consciente ou meditação 15 minutos por dia. 
Faça um esforço para dormir o suficiente, ter uma alimentação nutritiva e praticar exercícios sempre que possível. Além de diminuir o estresse, isso vai ajudar você a ter mais energia, melhorar seu humor e também a manter seu bem-estar mental.
Mesmo em tempos de estresse e incerteza, é importante fazer uma pausa para se recuperar e recarregar as baterias. Pode parecer estranho, já que não podemos viajar de férias, mas mesmo alguns dias de descanso ajudam você a se reenergizar. Leia aquele livro que está na sua lista há meses ou vá fazer uma caminhada em um lugar com bastante verde. 
Apesar de ainda precisar limitar o contato físico com as pessoas que não moram com você, há outras maneiras de se conectar socialmente. Ligue para alguém, converse por vídeo ou nas redes sociais, escreva uma carta, faça uma aula on-line ou aproveite para passear ao ar livre com a família e os amigos.
Continue seguindo uma programação que inclua um horário consistente para refeições, exercícios, e também para ir dormir e acordar, o máximo possível. Com tantas coisas fora do controle, manter uma rotina simples confere um nível de previsibilidade e segurança à sua vida. 
Mesmo com a distribuição das vacinas e com mais pessoas recebendo as doses todos os dias, você precisa continuar usando a máscara e praticar o distanciamento social enquanto as restrições estiverem em vigor.