Aviso: Você está usando um navegador desatualizado. Mude para um navegador mais moderno, como Chrome, Firefox ou Microsoft Edge. (Abrir no Edge)

Women looking outside the window


Pela igualdade
de gêneros  


02 de março de 2022
 

Conciliar trabalho, casa, família e tempo pessoal pode ser complicado para muitas mulheres.

As mulheres nunca tiveram uma vida tão ocupada quanto hoje em dia. Não é fácil conciliar a agenda do trabalho com o bem-estar da família, além de cuidar das tarefas da casa ou até mesmo oferecer apoio aos próprios pais na velhice. Elas parecem ter tudo sob controle. As mulheres têm assumido uma série de papéis para se adaptarem às mudanças na sociedade. Para muitas, ser multitarefa tem se tornado um estilo de vida, e mal sobra um minuto para autocuidado ou reflexão. Mas tomar conta de tudo ao mesmo tempo tem um preço tanto mental quanto físico, e muitas vezes deixam as mulheres sobrecarregadas e estressadas.

Embora muitas mulheres considerem fazer tudo isso uma parte da vida, com o tempo, o estresse pode ter um impacto devastador em seu bem-estar físico e mental. Estatísticas mostram que o estresse e o burnout afetam mais mulheres que homens, e particularmente mais mães que trabalham do que pais que trabalham. Esse esforço constante para se adaptar a uma série de funções diferentes ao mesmo tempo pode levar a níveis mais altos de estresse e menos satisfação em relação à própria vida.

Além disso, se as mulheres estão sobrecarregadas em casa, isso significa que muitas não podem se dedicar física ou mentalmente às horas extras exigidas pelo trabalho, o que contribui para a desigualdade salarial entre os gêneros. As mulheres são a maioria dos trabalhadores de meio-período e, assim, têm menor possibilidade de receber um aumento ou uma promoção depois de ter filhos, o que torna a busca por melhores empregos ainda mais difícil.

Como o Dia Internacional da Mulher vem aí, este é um bom momento para reconhecer a importância de debater o estresse na vida das mulheres e lidar com ele de maneira saudável.

Veja nossas dicas para você tomar as rédeas da sua vida e do seu bem-estar.

Liste as tarefas e responsabilidades da casa de maneira clara e divida-as com a sua família para que você não tenha que carregar esse fardo sozinha. Seu marido e os filhos mais velhos podem ajudar em tarefas como fazer o jantar, limpar a casa ou colocar a roupa para lavar. Delegue tarefas simples para as crianças mais novinhas para que elas também possam aprender bons hábitos desde cedo, e assumir um papel ativo para ajudar família. Trabalhar em equipe é muito menos estressante.  

Mantenha uma linha muito clara entre sua vida profissional e pessoal. Contar com certos limites no trabalho e no tempo que você passa com a família vai ajudar você a equilibrar os dois lados da sua vida de maneira mais eficiente. Se você está sempre trabalhando fora do horário do escritório, deixe bem claro para a chefia que, a não ser que seja uma emergência, você tem que se desligar do trabalho em um certo horário.  Seja firme sobre não fazer hora extra no escritório ou quando estiver sobrecarregada com coisas de família para resolver.

Dizer “não” pode ser complicado para algumas mulheres. As mães estão sempre inclinadas a ajudar, a encontrar as amigas e a colocar um monte de coisas na agenda já repleta de compromissos. Quando sua lista de tarefas já estiver cheia, aprenda a dizer “não” para outros projetos em casa e no trabalho, se possível. 

Crie uma lista de tarefas e uma programação para elas, com as mais importantes no começo. Revise a lista e escolha alguma coisas que você pode fazer em cada dia, marcando as tarefas ao completá-las para ter aquela sensação de realização. Priorize sua lista de tarefas e elimine tudo aquilo que não for “crucial”. Menos na sua lista = menos na sua mente, o que ajuda você a se concentrar durante um dia cheio.

As mães têm o hábito de colocar as próprias necessidades em último lugar para conseguir cuidar de todo mundo primeiro. Entre as responsabilidades do trabalho, da família e outros compromissos, um tempo reservado para você pode ser a última coisa que você tem em mente. Mas, se você não se cuidar, como é que vai cuidar dos outros?

Reserve um tempinho só para você todos os dias para se re-energizar. Encontrar esse tempo é fundamental para manter a paz e o equilíbrio internos no ambiente frenético do trabalho e do dia a dia em casa. Agende uma hora para fazer aquilo que gosta com frequência, como ir à uma aula de ioga, dar uma geral no jardim ou ler. Saia para jantar com uma amiga, tome um banho de banheira caprichado, marque uma manicure ou uma massagem ou reserve um tempo para o seu passatempo favorito. Isso vai ajudar a rejuvenescer seu corpo e sua mente.

Mantenha uma alimentação saudável, se exercite regularmente e durma o suficiente para repor as energias.

Escolha alimentos frescos e nutritivos em vez dos altamente processados. Suas refeições devem ser repletas de verduras, legumes, frutas, grãos integrais e proteínas magras para garantir a sua energia. E não pule refeições.

Exercitar-se regularmente é uma das melhores maneiras de relaxar o corpo e a mente. Além disso, a atividade física também ajuda a melhorar o humor.

Se você não dormir pelo menos seis horas por noite, seu corpo não vai conseguir se rejuvenescer e se curar. Não sacrifique seus momentos de descanso só para completar mais um item da lista. Comece a diminuir o ritmo uma ou duas horas antes de ir dormir, e aproveite para fazer atividades calmantes como ouvir música relaxante, ler um livro interessante ou praticar técnicas de relaxamento como a meditação.

Reservar um momento específico para passar com a família pode diminuir o estresse quando você não tem muito tempo fora do trabalho. Sair para fazer uma caminhada no parque perto de casa pode ser uma experiência mais recompensadora que passar horas juntos porém desconectados em frente à TV, ou com cada um em um cômodo da casa.
Este ano, o tema do Dia Internacional da Mulher é #BreakTheBias ou “chega de preconceito”, em tradução livre, e é um apelo global para acabar com a discriminação, celebrar as nossas diferenças e forjar um futuro igualitário.